As 7 melhores dicas de gestão de empresas

Independentemente do tamanho do seu negócio, algumas dicas de gestão são universais para qualquer modelo de empresa. É importante que o empreendedor mantenha o olhar atento às tendências, às necessidades de seus clientes e ao mercado em que atua para aproveitar algumas dicas que possam fortalecer ainda mais a sua atuação.

A capacidade de perceber o contexto ao seu redor e agir sobre ele deve ser estimulada constantemente. Estar disposto a aprender com tudo e com todos e a valorizar a construção do conhecimento coletivo também denota uma capacidade de gestão diferenciada.

O que mais importa é conseguir usar as melhores dicas de gestão de empresa para fazer a diferença na sua própria organização. Por isso, separamos 7 dessas dicas para você!

1. Conheça o seu negócio

O seu negócio é o que te mantém no mercado, é o que garante a existência da sua empresa. Entender muito bem aquilo que você faz é vital para a sua sobrevivência. Não basta conhecer apenas do seu produto, é preciso ir além, dominar o mercado ao seu redor, inclusive as peculiaridades de seus concorrentes e fornecedores.

Entender bem o seu negócio quer dizer perceber muito bem as variáveis que podem intervir nele. Um índice econômico, a falta de chuvas, a alta do petróleo ou outro fator que possa influenciar a sua atividade deve ser de seu pleno conhecimento. Esteja atento a eles e crie mecanismos para acompanhá-los.

2. Mantenha o foco no cliente

O seu olhar deve ser sempre o do cliente. Não importa o quanto você entenda do que você faça, lembre-se de que o seu cliente vai chegar com necessidades específicas para serem sanadas. Desconstrua tudo o que você já acumulou sobre o que é o seu negócio e esteja disposto a trabalhar com base nas necessidades da sua clientela.

Crie mecanismos para perceber as necessidades e anseios deles. Mantenha canais abertos para troca de experiências e para receber feedbacks constantes. Deixe claro que a sua empresa se preocupa com o cliente. Por mais que nem todas as demandas possam ser atendidas, o esforço que há nesse sentido precisa ser valorizado.

3. Tenha atenção especial às finanças

Essa dica de gestão é fundamental: o financeiro representa sempre um gargalo em qualquer organização. Alguns empreendedores não estão, de fato, preparados para separar as despesas da empresa das pessoais, e isso é grave. Esses dois universos precisam  ser bem distintos, pois, uma fonte de receita não pode ser vinculada à outra. A retirada de pró-labore é uma coisa, o dinheiro do fluxo de caixa da organização é outra.

Todo empresário deve entender de gestão de finanças para manter o negócio sadio. Essa é uma questão que passa por aspectos culturais muito específicos que demonstram, por exemplo, que o brasileiro não tem hábitos ligados à poupança ou que vive endividado. É importante aumentar ainda mais o rigor para lidar com finanças quando o que está envolvido é o dinheiro da empresa.

4. Escolha bem seu pessoal

Você não conseguirá gerir uma empresa se não tiver um bom time. E ser bom significa ter um corpo tecnicamente preparado e disposto a encarar desafios junto com você. Ter um colaborador competente para executar tarefas, mas péssimo de convivência interpessoal pode colocar um time inteiro em risco. Contar com uma boa equipe significa ter gente competente e de confiança.

Recrutar pessoas é um desafio permanente. É um trabalho que não tem fim, as equipes são formadas e vão sendo reconstruídas ao longo da história da sua empresa. Tenha uma política de recrutamento e seleção que corresponda às suas reais necessidades e invista em melhoria contínua.

5. Aposte em tecnologia

As empresas podem se beneficiar de tecnologias diversas, em situações variáveis. Um software de gestão, por exemplo, pode facilitar a vida do empresário em questões muito específicas como o controle do pagamento de impostos e até a gestão do estoque. Imagine ter um Sistema de Automação Comercial 100% fiscal, que contribua para aumentar o nível de controle no seu negócio? Esse é um investimento que merece ser considerado, pois pode livrar a equipe de ter que desempenhar atividades manuais e alocá-la em atividades mais estratégicas.

Da mesma forma, a automação de processos pode trazer inúmeros benefícios ao seu negócio. Quando as atividades têm a possibilidade de serem automatizadas, a empresa garante maior segurança para a execução e reduz significativamente a ocorrência de erros humanos. Toda atividade que se repete e mantém um certo padrão pode ser automatizada.

6. Estimule a capacitação da equipe

Não basta que você se capacite com frequência, é interessante criar essa cultura na sua equipe de forma sistêmica. O aprendizado não precisa ser formal, por meio de cursos que possam ser certificadamente comprovados. Ele pode ser de maneira natural e contínua, com mecanismos como vídeos, workshops e boas práticas. O interessante é que a equipe perceba que todo esse processo constitui um acúmulo de conhecimento importante que pode ser revertido em benefício para a própria empresa.

Mostrar que o ambiente organizacional é um ambiente propício ao aprendizado é uma tarefa do líder. Ele deve lançar luz sobre novos caminhos e possibilidade que podem posicionar o negócio em patamares mais elevados.

7. Valorize o seu trabalho

Se você está no mercado há 5 ou a 30 anos, não importa. Você deve saber valorizar muito bem o seu produto ou serviço, mas sem se esquecer de colocar as pessoas em primeiro plano. Não dá para jogar o preço lá em baixo apenas para garantir que vai vender. É preciso garantir a manutenção da sua empresa no mercado de forma sustentável e equilibrada.

A valorização do seu trabalho também passa por contribuir com o mercado em que você atua. Práticas que contribuam para a depreciação do negócio e dos atores envolvidos não ajudam a valorizar o seu trabalho. Lembre-se de que o seu ofício não tem valor se for bom sozinho. Quem faz um bom trabalho deve ser capaz de levar muitas pessoas junto e contribuir para a valorização do mercado como um todo.

Que outras práticas você considera essenciais para a gestão de empresa! Deixe seus comentários em nosso post e contribua para esse importante debate!

materiais-gratuitos-gestao-fiscal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This