gestão de estoque de farmácia

5 dicas para melhorar a gestão de estoque da sua farmácia

Um estoque bem gerenciado assegura que o fluxo de vendas e o retorno financeiro sejam maximizados.

Para que isso aconteça, é necessário que não haja falta, excesso e nem perda de produtos.  Boa parte das mercadorias farmacêuticas é perecível, portanto, a gestão de estoque é uma atividade muito importante para o negócio.

Confira neste post cinco dicas de gerenciamento em farmácias e aumente sua margem de lucro!

1. Controle o fluxo de produtos

Controlar a entrada e a saída de medicamentos é essencial para uma gestão eficiente e responsável. É preciso que a farmácia tenha total controle dos medicamentos que entram e saem do estabelecimento e da data em que isso se deu. 

A utilização de tecnologia para auxílio no controle de estoque, com o uso de leitores de códigos de barra, câmeras de vigilância e softwares, por exemplo, faz toda a diferença. 

Métodos de controle automatizados, além de possibilitar uma visão completa do que está disponível no estoque imediatamente, fazem com que a farmácia reduza a probabilidade de erro humano. 

2. Controle a entrega de mercadoria

A mercadoria deve passar pelo controle de estoque assim que chega à farmácia.

Dessa forma, o comerciante pode localizar discrepâncias entre o pedido de compra e a mercadoria entregue, evitando que erros no processo de logística se transformem em falta de controle do estoque. 

Além disso, ele evita que produtos faltem ou sobrem no estoque devido a diferenças entre o que foi encomendado e o que foi entregue. Afinal, não adianta fazer boas previsões de demanda se a entrega não for coerente com o pedido. 

Sempre que o fornecedor fizer a entrega, confira a mercadoria. Se possível, já insira produtos e quantidades no sistema da farmácia. 

3. Controle lotes e vencimentos

A gestão de estoque é fundamental para o controle dos lotes de produtos e de suas respectivas datas de vencimento. É importante treinar a equipe para levar em conta a validade ao organizar o estoque. 

Dessa forma, é possível diminuir a perda de mercadorias e planejar ações de marketing para promover a rotatividade de produtos com validade próxima. 

4. Faça inventários periódicos

Os inventários podem evitar uma série de problemas na gestão de estoque e do negócio, em geral. Essa checagem deve ser realizada uma vez ao mês, no mínimo, para que o processo tenha relevância na gestão da sua farmácia.

De preferência, tenha um processo definido para essa atividade, com passos a serem seguidos e registros a serem realizados pelos responsáveis. 

5. Use ferramentas automatizadas 

Investir na automatização dos processos de gestão com softwares e aplicativos, por exemplo, pode auxiliar muito na gestão de estoque.

O software pode dar uma visão global do estoque, das demandas periódicas, entrada e saída de medicamento e até mesmo das datas de validade. 

Se você não fizer uma boa gestão de estoque, corre o risco de comprar uma quantidade exagerada de determinados produtos e uma quantidade insuficiente de outros. Isso afetará diretamente a lucratividade da sua farmácia.

Gostou das nossas dicas para melhorar a gestão de estoque da sua farmácia? Então compartilhe-o nas redes sociais e divulgue essas informações.

materiais-gratuitos-gestao-fiscal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This