7-dicas-de-gestao-de-estoques-para-pequenas-empresas.jpeg

7 dicas de gestão de estoques para pequenas empresas

A gestão de estoque em um empreendimento, independentemente do seu tamanho, é essencial para se obter bons resultados. Alguns microempreendedores não dão a importância necessária para essa questão e acabam cometendo alguns erros que colocam em risco até a receita da empresa. Afinal, gasta-se dinheiro para manter um estoque.

Esses profissionais devem tomar atitudes ágeis e corretas em suas gestões de estoque. Portanto, o post de hoje mostra 7 importantes dicas para que isso ocorra. Continue sua leitura e aproveite!

1. Conheça sua empresa

Antes de tomar qualquer decisão, um dono de uma pequena empresa deve compreender em qual realidade socioeconômica seu negócio se encontra. É preciso saber quais serão seus critérios, valores e culturas utilizados para nortear toda sua estrutura empresarial.

Esse profissional também não pode se esquecer de levar em consideração qual é o perfil dos consumidores que suas campanhas de venda e de marketing pretendem atingir. Ao definir tal parâmetro, é possível desenvolver técnicas para aprimorar sua administração.

Com seu público-alvo definido, um empresário pode moldar seu produto de acordo com as necessidades de seus clientes. Assim, torna-se mais fácil organizar sua gestão de estoque, pois será armazenado apenas aquilo que atende sua demanda de consumo.

2. Faça um inventário

Para uma gestão de estoque de ponta, é necessário ter muita precisão ao fazer seu inventário. Nesse momento, não deixe passar mercadoria alguma durante o processo de organização e de contabilização de seu estoque.

Conheça o tipo e a quantidade de cada mercadoria armazenada em sua empresa. Tenha também uma equipe preparada para realizar constantes medições em seu estoque com o intuito de atualizar seu inventário.

Tal medida é essencial para um empresário ter as informações corretas para tomar qualquer decisão em relação ao seu futuro empresarial, por isso, não perca essa questão de vista.

3. Faça uma pesquisa de mercado

O mercado financeiro prega muitas peças em um empresário despreparado, independentemente de seu ramo de atuação. Realizar uma pesquisa para entender quais são as tendências e as demandas de consumo do mercado é algo extremamente recomendável para um pequeno empresário.

Aproveite que o ano de 2017 está apenas começando e veja quais foram os exemplos de gestão de estoque mais bem-sucedidos no ano que passou. Aprenda com os erros cometidos por seus concorrentes e descubra como empreender nesse setor.  

4. Determine metas

Qualquer empreendimento precisa de metas para guiar todos os setores de sua gestão. Um gerenciamento de estoque que não é baseado em objetivos a serem atingidos possui poucas chances de sucesso.

Esses parâmetros, além de servirem para avaliar o desempenho da sua gestão, faz com que seus colaboradores tenham mais empenho ao realizar suas atividades.

Crie um ambiente tranquilo para que todos possam exercer suas funções da melhor maneira possível. Use suas metas para motivar seus funcionários e mostre que, quando cada colaborador se empenha na realização de suas atividades, todos só tem a ganhar.

5. Treine seus colaboradores

Os colaboradores de um negócio são essenciais no caminho rumo ao sucesso empresarial. Eles precisam estar preparados e munidos das melhores e mais recentes ferramentas existentes no mercado de trabalho.

Um empresário de uma pequena empresa precisa realizar treinamentos para atualizar sua mão de obra. Apenas oferecer um software ou alguma outra ferramenta moderna para a gestão de estoque a seus colaboradores não é o suficiente. Eles podem não estar preparados para usá-las.

Esse processo de capacitação deve prepará-los para utilizar os equipamentos durante sua gestão de estoque, sempre levando em consideração a segurança do trabalho.

6. Calcule seus custos

Em uma gestão de estoque, existem diversos custos. É necessário fazer manutenções e comprar novas máquinas, arcar com as despesas trabalhistas de seus colaboradores, pagar o aluguel do depósito ou de qualquer outro local de armazenagem e efetuar o pagamento  das contas de água e energia elétrica deste local.

Todas essas despesas, quando oneram demasiadamente o orçamento de uma pequena empresa, podem atrapalhar a obtenção de bons resultados.

Tenha em mente quais são os custos variáveis e fixos que ocorrem em sua gestão de estoque. Nunca deixe que esses valores ultrapassem o limite máximo estipulado em seu orçamento. Encontre o ponto de equilíbrio entre as despesas e os lucros.

Entre todos esses custos, é importante ficar atento ao custo de oportunidade.

O custo de oportunidade é um indicador de desempenho que mostra quanto uma empresa deixa de investir em outras atividades ao manter seu estoque. Ele permite avaliar se o lucro gerado pelas vendas de seus produtos é maior ou menor do que o retorno financeiro originado por outros possíveis investimentos.  Veja o exemplo abaixo:

Uma empresa gasta R$ 10.000,00 por mês para custear e manter suas mercadorias armazenadas. A venda desses produtos rende um total de R$ 12.000,00, ou seja, um lucro bruto de R$ 2.000,00. Será que existe alguma outra maneira de se investir esses mesmos R$ 10.000,00 para obter um rendimento maior?

Cabe a um empresário analisar tal situação, por meio do custo de oportunidade gerado em seu estoque, e definir qual é a melhor decisão a ser tomada.

7. Trabalhe com os melhores fornecedores

Não importa em qual setor uma empresa atua, esta nunca alcançará o sucesso empresarial se não trabalhar juntamente com os parceiros certos. Os fornecedores de um empreendimento têm papel fundamental em uma gestão de estoque, portanto um empresário deve escolhê-los com sabedoria.

Não tenha pressa ao definir com quem sua empresa fará suas negociações. Pesquise muito antes de tomar qualquer atitude.

Encontre um fornecedor que tenha credibilidade, que ofereça os melhores preços e os menores prazos de entrega. Preze pela ética e pelo respeito empresarial em todos os contratos que você fechar.

Aproveite a variedade de fornecedores existentes no mercado e faça de tudo para encontrar aquele que atenda suas necessidades. Acompanhe constantemente a variação de preços que ocorre e fique em alerta, pois, a qualquer momento, podem surgir novas oportunidades mais vantajosas para o seu negócio.

Fazer uma gestão de estoque pode parecer uma tarefa difícil, mas quando um empresário de uma pequena empresa segue dicas como as dadas no post de hoje, é possível realizá-la com tranquilidade e ainda obter bons resultados.

Curta a nossa página no Facebook e acesse outros conteúdos para alavancar seu negócio!

materiais-gratuitos-gestao-fiscal
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This